Vereador Vinícius Bim será relator do Processo de decoro parlamentar contra o vereador Adriano Alvarenga

Redação Timóteo

Durante a reunião de comissões desta quinta-feira,23/05/2024 foi lido um pedido de instauração de um processo de decoro parlamentar contra o vereador Adriano Alvarenga.

 

O vereador Vinícius Bim foi escolhido para ser o relator da instauração do processo de decoro parlamentar contra o vereador Adriano Alvarenga.

 

 

O pedido faz referência a um ataque ocorridos na sessão plenária da Câmara Municipal de Timóteo, realizada no dia 21 de dezembro de 2023 no qual o vereador proferiu ataques e palavras grosseiras a um funcionário público.

 

Seção está que estava sendo transmitido ao vivo pelo YouTube pelo canal da Câmara. Trecho do vídeo 1:40:16 ( você pode ver claramente o vereador levantando deferindo seus ataques e em seguida os vereadores que estão sentados na mesa de diretora fazendo gestos e Rindo da situação.

Link: do video

https://www.youtube.com/live/gK_5dt6WnuI?si=EdjGMcfzphl4RAyO

Trecho do vídeo 1:40:16

 

.

Na ocasião do fato o presidente da Câmara interveio, pedindo respeito e correção, mas seu pedido foi negado pelo vereador, gerando tumulto e constrangimento na reunião.

No final da reunião foi protocolado  um documento na presidência da casa, com o intuito de buscar e  apurar a conduta do vereador e garantir o respeito à ética e o decoro parlamentar.

 

 

……………..             …………

Segue abaixo a Carta protocolada na presidência da câmara municipal de Timóteo:

 

……….                ………..       ……..

 

Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Timóteo,

 

Reygler Max

 

Prezado Presidente,

 

Por meio deste documento, venho solicitar a instauração de inquérito de decoro parlamentar contra o vereador Adriano Alvarenga, pelos fatos ocorridos na sessão plenária da Câmara Municipal de Timóteo, realizada no dia 21 de dezembro de 2023.

 

Na referida sessão, o vereador Adriano Alvarenga proferiu declarações ofensivas à honra do servidor Alexandre Alves Pereira ( Assessor Parlamentar do Vereador: Geraldo Gualberto ) presentes no local.

 

As declarações foram feitas de forma agressiva e preconceituosa, e atingiram diretamente a dignidade e a honrar do Sr. Alexandre Alves Pereira na presença dos parlamentares e dos demais presentes, que acompanhavam a seção Plenária;

 

O servidor estando na prerrogativa de sua função de filmar e fotografar seu vereador, e foi impedido de realizar seu trabalho,

pois o Vereador Adriano Alvarenga o Pediu de forma agressiva que se retirasse do local ontem ele estava, o ameaçando de ( puxar sua Peruca ),

Palavras estas que foi repetida por 3 vezes, ao ponto de se levantar e o ameaçar com palavras intimidatórias ( O vídeo da câmara mostra este momento )

 

A gravidade das declarações proferidas pelo vereador Adriano Alvarenga é incontestável.

Elas representam uma clara afronta ao decoro parlamentar e aos princípios da ética pública.

O vereador, ao proferir tais declarações, não apenas desrespeitou os seus colegas Servidor, mas também a população de Timóteo, que o elegeu para representar seus interesses.

 

Diante dos fatos expostos, solicito que a Câmara Municipal de Timóteo instaure um inquérito de decoro parlamentar para apurar as responsabilidades do vereador Adriano Alvarenga.

Caso seja constatada a quebra de decoro parlamentar, ou ao processo disciplinar..

 

Levando em Consideração Regimento Interno da Câmara

Municipal de Timóteo

e a Constituição Federal.

 

CAPÍTULO VI

Art. 34

 

V – praticar ofensas físicas ou morais no edifício da Câmara ou

desacatar, por atos ou palavras, outro parlamentar, a Mesa, Comissão ou servidor

 

Artigo 5º, inciso X, da Constituição Federal, estabelece que são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas

 

 

Atenciosamente,

 

Alexandre Alves Pereira

 

 

………        ………..

 

Injúria – O crime está previsto no artigo 140 do Código Penal, e ocorre quando uma pessoa profere a outra um xingamento, contendo algo desonroso ou ofensivo, atingindo a sua dignidade, honra e moral. Ao contrário da calúnia e difamação, no crime de injúria não é necessário que terceiros tomem ciência da ofensa.

 

 

 

.

.O responsável pelo pedido da  instauração do inquérito conhecido popularmente como  ( Repórter Alex ), que na ocasião do fato trabalhava como  assessor parlamentar do vereador Geraldo Gualberto.

Espera que a lei seja cumprida para todos, visto que o funcionário público deve ser respeitado no âmbito das suas atribuições e que ataques como este deve acabar.

 

 

Que possa servir de exemplo para aqueles que acham que mesmo estando investidos na prerrogativa de representante do Povo  ( Vereador ) deve fazer valer a lei e ser um exemplo de guardião das leis nos quais eles defendem